Happy Halloween – Tem algo de felicidade nisso?

Postado em Postado em reflexões

“Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.” 1 Coríntios 10:21

halloween

É sabido que a festa de Halloween  ou “Dia das Bruxas” tem origem celta com o objetivo maior de dar culto aos mortos e a deusa Celta YuuByeol. Uma unificação das culturas celtas  e latinas fez com que essa festividade predominasse até o dia de hoje e gerasse adeptos até no meio dos cristãos.

Essa festa celta, que geralmente durava cerca de uma semana, tinha como foco o culto aos mortos, entendem-se que a estratégia maligna vai além de simplesmente comemorar Shamhain o fim do verão e colheita, como assim abordam alguns relativistas com relação a essa comemoração para serem livres para comemorá-la.

Os celtas não acreditavam no céu e inferno… e criam que os mortos iam para uma terra de eterna juventude.

Eram precedidas por uma série de festejos que duravam uma semana, e davam ao ano novo celta. A “festa dos mortos” era uma das suas datas mais importantes, pois celebrava o que para os cristãos seriam “o céu e a terra”(conceitos que só chegaram com o cristianismo).

Para os celtas, o lugar dos mortos era um lugar de felicidade perfeita, onde não haveria fome nem dor. As festas eram presididas pelos sacerdotes druidas, que atuavam como “médiuns” entre as pessoas e os seus antepassados.

Dizia-se também que os espíritos dos mortos voltavam nessa data para visitar seus antigos lares e guiar os seus familiares rumo ao outro mundo.

Com o problema religioso propagado da adesão de Halloween, os católicos romanos definem a festividade ao “Dia dos Mortos (Finados)” e “Todos os Santos” aos mártires da igreja. Estabelecendo um sincretismo religioso, com o propósito maior de não perder demanda religiosa.

Dia de Halloween ou Dia das Bruxas, além da idéia de passagem de ano novo celta ou festejar os bons resultados de colheita agrícola, acreditavam que os espíritos das pessoas falecidas voltavam exatamente no dia 31 de outubro a fim de possuir os vivos e permanecer no ano novo.

Por isso, que muitos celtas na época apagavam suas lareiras e com o objetivo de deixá-las frias e indesejáveis. Não bastasse o clima hostil, ainda se vestiam com roupas esfarrapadas e desfilavam pelas ruas escuras dos vilarejos, fazendo um barulho infernal. Assim, eles acreditavam que assustariam os espíritos e garantiriam mais um ano como donos do próprio corpo.

A vela na abóbora provavelmente tem sua origem no folclore irlandês.

Um homem chamado Jack, um alcoólatra grosseiro, em um dia 31 de Outubro bebeu excessivamente e o diabo veio levar sua alma. Desesperado, Jack implora por mais um copo de bebida e o diabo concede.
Jack estava sem dinheiro para o último trago e pede ao Diabo que se transformasse em uma moeda. O Diabo concorda.
Mal vê a moeda sobre a mesa, Jack guarda-a na carteira, que tem um fecho em forma de cruz.
Desesperado, o Diabo implora para sair e Jack propõe um trato: libertá-lo em troca de ficar na Terra por mais um ano inteiro.
Sem opção, o Diabo concorda.
Feliz com a oportunidade, Jack resolve mudar seu modo de agir e começa a tratar bem a esposa e os filhos, vai à igreja e faz até caridade.
Mas a mudança não dura muito tempo, não.

No próximo ano, na noite de 31 de outubro, Jack está indo para casa quando o Diabo aparece. Jack, esperto como sempre, convence o diabo a pegar uma maçã de uma árvore.

O diabo aceita e quando sobe no primeiro galho, Jack pega um canivete em seu bolso e desenha uma cruz no tronco.

O diabo promete partir por mais dez anos.
Sem aceitar a proposta, Jack ordena que o diabo nunca mais o aborreça.
O diabo aceita e Jack o liberta da árvore.
Para seu azar, um ano mais tarde, Jack morre, e em seguida tenta entrar no céu, mas sua entrada é negada.
Sem alternativa, vai para o inferno.

Chegando lá, encontra o diabo, o qual ainda desconfiado e se sentindo humilhado, também não permite sua entrada, e como castigo, o diabo joga uma brasa para que Jack possa iluminar seu caminho pelo limbo. Jack põe a brasa dentro de um nabo para que dure mais tempo e sai perambulando.

Devido à esse acontecimento, sua alma penada passa a ser conhecida como Jack O’Lantern (Jack da Lanterna).
Os nabos na Irlanda eram usados como “lanternas do Jack” originalmente, mas quando os imigrantes vieram para a América, eles descobriram que as abóboras eram muito mais abundantes que nabos.
Então começaram à utilizar abóboras iluminadas com uma brasa por dentro ao invés de nabos.
Por isso a tradição de se fazer caricaturas em abóboras e iluminá-las por dentro com uma vela na época de Halloween.

Ao pôr do sol de 31/10 – Os wiccas realizam rituais de iniciação a bruxarias, onde aspirantes a bruxas, são ordenadas nesse dia.

Eles creem na abertura de um portal espiritual, onde como o aspecto de um voal, divisor tênue entre o mundo espiritual e terreno é estabelecido. E o ambiente então se torna propício para adivinhações, mantras e maldições.

Entendendo essa aproximação do mundo espiritual! E crer que ele existe também podemos exercer uma busca intensa na presença do Pai!

Trevas se movimentam?

Cristãos Também movimentam-se espiritualmente!

Se assim como Daniel esteve a movimentar-se espiritualmente estabelecendo um jejum espiritual, ele conseguiu ver e sentir a movimentação dos céus e trevas! Entende-se que, se uma das partes se movimenta a outra também estabelece algo.

Tempo de orar pelas crianças!

E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te.” Deuteronômio 6:6,7

Nós cristãos temos que aproveitar a oportunidade, e explicar o comprometimento espiritual a nossos filhos em participar dessa festividade maligna.

Devemos aproveitar a vigília de 31/10 e orarmos intensamente por nossas crianças e outras mais, por proteção e livramento, pois satanás quer marcá-las e aprisioná-las! Pois sabemos que muitas crianças nesse período simplesmente somem, alguns que pertenciam a seitas satânicas e conseguiram sair, alertam que há vários sacrifícios humanos nessa data.

Quando seu filho voltar da escola, parque, especialmente cursos de inglês, ore com ele, abençoe e destitua qualquer maldição!

Estabelecer declarações proféticas!

Se a magia declara que um portal se abrirá, onde haverá a nitidez de revelações, adivinhações!

Devemos crer também que a intensidade e glória dos Céus também estarão presentes e serão como antídoto a essa malignidade e os ares estarão mais sensíveis a nós e na atmosfera!

Então, abra o seu coração, afine os seus ouvidos e espírito aos céus celestiais, pois com certeza haverá direcionamentos específicos dos Céus para que a nossa voz profética estabeleça a vontade plena do Pai na terra e sobre as crianças e possamos ter grandes revelações para aniquilar os poderes das trevas!

Faça também uma vigília, na igreja, na sua casa, onde for….

Fique na torre de vigia!

Fique a espera daquilo que o Pai irá lhe comunicar…

“E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração. E serei achado de vós, diz o Senhor” Jeremias 29:11-14

“Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos; aquele que não é de Deus não nos ouve. Nisto conhecemos nós o espírito da verdade e o espírito do erro.” 1 João 4:6

Deus abençoe sua vida, seus filhos e família.

Pr. João Wojcicki

Ministério Expansão Ágape

facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Comentário em “Happy Halloween – Tem algo de felicidade nisso?

  1. Realmente estes dias são horríveis minha filha tem 15 anos e converso muito com ela mas os sobrinhos vou orar por eles nestes dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *